Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Olá ;)

 

Como já sabem, sou Médica Dentista e muuuuuito regularmente ouço todo o tipo de perguntas sobre os branqueamentos. O branqueamento é um procedimento médico dentário essencialmente estético e cujos resultados, na maioria das pessoas, são muito satisfatórios. Atenção que eu disse na maioria das pessoas. Porquê? Porque a cor dos nossos dentes é definida geneticamente, embora possa ser agravada por pigmentos externos. Contudo, esses pigmentos externos (tabaco, café, chá, vinho tinto,...), salvo algumas excepções, são facilmente removidos com profilaxias profissionais (limpezas, polimentos e aplicações de jactos de bicarbonato). A alteração da cor que nos foi dada geneticamente é possível contudo, o que não é possível é garantir de antemão que se vai conseguir o resultado x igual ao da pessoa y. O resultado final varia muito de pessoa para pessoa. Uma coisa acontece de certeza: Branqueia. Muito ou pouco, mas branqueia. 

 

NOTA: jacto de bicabornato não é substituível por aplicar bicabornato de sódio na escova, ok? Até pode branquear mas é altamente abrasivo para o esmalte. E acreditem... vocês não querem ficar sem ele ;) 

 

 

Como funciona?

Há dois tipos de branqueamento: em ambulatório (em casa) ou em consultório. O que varia? Preço, duração do tratamento, eventual sensibilidade dentária e o grau de conforto. Ambos funcionam. Vou tentar não me entusiasmar e usar termos técnicos. 

Basicamente o produto é à base de peróxido de carbamida, que posteriormente, já em contacto com os dentinhos, se decompõe, sendo que o composto activo que surge é o peróxido de hidrogénio (água oxigenada). Este composto penetra pelo dente e vai degradar as cadeias de pigmentos dentro dos dentes. O que varia nas duas versões de branqueamento disponível (há mais, mas eu não uso, não tenho, não aplico nos meus doentes nem em mim) é a concentração do peróxido de carbamida, que normalmente varia dos 10 aos 16% para casa e chega aos 37% em consultório. Assim, facilmente se conclui que em consultorio o resultado seja mais rápido, mas também que seja necessário haver um cuidado redobrado com os tecidos envolventes. (SIM!! A água oxigenada é agressiva para as mucosas portanto nada de bochechos com ela, ok?). 

 

E a pergunta que não quer calar é..... e estraga os dentes?

Não, meus amores, não estraga! Feito sob supervisão médica, com produtos adequados, não faz mal. 

 

E a segunda pergunta que não quer calar é..... quanto tempo dura?

Na verdade, depende muito dos hábitos de cada um mas normalmente 2 a 3 anos, podendo ser retocado quando necessário!

 

 

Espero ter ajudado e esclarecido algumas dúvidas. 

Um beijinho, hoje, da Dra. Rosa ;) eheh

 

 

P.S.: Quem não quer ou não pode branquear os dentes e já os tem meio amarelhinhos deve ter cuidado com batons com pigmentos amarelados. Batons mais escuros, com pigmentos azulados (frios) vão anular o amarelo e fazer com que os dentes pareçam mais brancos. 

P.S.: Branquear os dentes é um procedimento estético. Antes de partir para aí, é fundamental que, em termos de saúde oral, todas as questões estejam controladas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

2014