Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Olá ;)

 

Este tema tinha ficado em aberto e então venho tentar explicá-lo. Para perder peso tem de existir um défice calórico: balanço calórico negativo. Ou seja, temos de gastar mais do que aquilo que ingerimos. Até aqui, nada de novo. Quando falamos em balanço negativo, isto pode acontecer porque ingerimos menos ou porque consumimos mais - daí a imbatível dupla de dieta e exercício físico. Aquilo que muitas vezes não se diz é que não são só as calorias que torramos no dia-a-dia ou em cima daquelas mortíferas passadeiras, bicicletas ou elípticas que contam (adoro cardio, como se vê....). Na verdade, cerca de 60% do nosso gasto diário é feito pelo nosso corpo apenas e só para se manter vivo. É aquilo que se chama de taxa metabólica basal. Acontece que o factor que mais influencia a nossa taxa metabólica basal é.... txananananan.... a massa magra. A gordura que temos no corpo, para se manter viva, consome uma quantidade irrelevante de calorias em relação aos nossos órgãos (os comilões da coisa) e os nossos músculos. Como (é pena, mas...) não podemos mexer nos nossos órgãos, a forma mais inteligente que temos de aumentar o nosso gasto diário é aumentando o metabolismo basal, o que se consegue aumentando a massa muscular. 

 

É aí que entra a história do cardio. O cardio tem, sim, lugar na perda de peso. Ele aumenta o gasto calórico, também. Mas não só ele. Excesso de cardio pode, na verdade, até ser contra-producente uma vez que vai estimular hormonas que levam à perda de massa magra. Acham mesmo que aquelas 3 horas de cardio em que gastaram umas quantas calorias compensam perderem a possibilidade de queimarem mais calorias, por exemplo, a DORMIR???? :) Se forem tão dorminhocos como eu certamente acham que não. E ainda bem, porque concordamos! Além disso, perda de massa magra representa redução do metabolismo. Pois é... the ugly truth. Demasiado cardio pode baixar-vos o metabolismo. 

 

Então o que devo fazer, Rosinha? Respondo já já, por ordem de importância!

 

1º - Dieta. Ela é a base DE TUDO. 

2º - Musculação. Sim!! Musculação!!! Ela faz o peso subir na balança mas sobrar espaço no cós das calças. Acho uma troca legítima!! Meninas, não tenham medo de fazer musculação. Ela vai permitir o aumento ou a manutenção dos vossos músculos para que emagreçam, sim, mas com tudo no sítio. Ela vai ajudar a queimar mais calorias ao longo do dia e não vai pôr-vos enormes. Não tenham medo de treinar bem, treinar forte, até queimar nas últimas 3 a 4 repetições, sabendo que não seriam capazes de fazer mais uma ou duas no fim do número que vos foi estipulado. Não temam ficar grandes e masculinas porque, primeiro, não temos hormonas suficientes para tal; depois, ninguém fica enorme do dia para a noite, logo têm a oportunidade de parar onde quiserem; e por fim, aquela aparência menos feminina é dada apenas para quantidades de gordura corporal baixíssimas, e que não são nada fáceis de atingir. Portanto, relaxem.. e façam musculação.

3º agora sim, o cardio. No fim do treino de musculação, vinte a trinta minutinhos de cardio são mais que suficientes para ajudar na missão corpão.

 

 

Espero ter ajudado.

;)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

2014